02 Março, Terça, 2021
A- A A+

Araraquara tem nova pesquisa sobre mobilidade urbana

 

Pesquisadores estão nos principais pontos de acesso e saída da cidade para coletar dados para a revisão do Plano de Mobilidade
Rua José Barbieri Neto_.jpeg

 

Pesquisadores estarão nos principais pontos de acesso e saída da cidade até o dia 10 de fevereiro com o objetivo de coletar informações para a elaboração do Plano de Mobilidade de Araraquara.

A pesquisa, chamada de Linha de Cordão (Cordon Line), teve início na última quinta-feira (21), na Av. Manoel de Abreu, e está prevista para acontecer nos seguintes locais: marginal da pista sul da Rodovia Washington Luís, nesta terça-feira (26); Rua José Barbieri Neto, na quarta-feira (27); Av. Estrada de Ferro, na quinta (28); Rodovia Abdo Najm, no dia 2 de fevereiro; Via de Acesso Engenheiro Ivo Najm, no dia 3; Avenida Presidente Vargas, no dia 4; Rua Domingos Zanin, no dia 9; e Av. Engenheiro Heitor de Souza Pinheiro, no dia 10 de fevereiro.

São dois turnos, manhã e tarde, e os horários previstos são entre 6h30 e 9h30 e entre 16h30 e 17h45. Os pesquisadores estão devidamente identificados por colete e crachá, e contam com apoio de agentes de Fiscalização do Trânsito.

De acordo com a professora da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e coordenadora da área de Urbanismo do projeto, Luciana Gonçalves, a pesquisa Linha de Cordão consiste em duas atividades: contagem volumétrica de veículos (número de veículos) por tipo (carro, moto, caminhões e ônibus) e pesquisa Origem-Destino com os motoristas dos veículos (bairro de saída, bairro de chegada e periodicidade).

“Na primeira atividade, a contagem volumétrica de veículos, um dos pesquisadores realiza a contagem dos veículos que passam pelos pontos, classificando-os em algumas categorias, como veículos de passeio, caminhões, ônibus, dentre outros”, explica Luciana.

“Já na segunda atividade, a pesquisa Origem-Destino com os motoristas dos veículos, os outros pesquisadores entrevistam uma amostra dos motoristas que passam pelo ponto pesquisado, buscando informações acerca de sua viagem. Ou seja, apenas alguns veículos que trafegam são abordados. E é muito importante que esses motoristas colaborem e participem da pesquisa, pois o sucesso do Plano de Mobilidade depende da participação e da colaboração da população”, completa a professora.

O Plano de Mobilidade é o instrumento de efetivação da PNMU (Política Nacional de Mobilidade Urbana) instituída pela Lei Federal nº 12.587/2012. Essa lei estabelece que todos os municípios com mais de 20 mil habitantes são obrigados a elaborar um plano de mobilidade em um processo participativo com os diversos setores da sociedade civil.

Araraquara elaborou seu plano de mobilidade em 2008 e, de acordo com a PNMU, ele deve ser avaliado, revisado e atualizado a cada dez anos. Por isso, em maio de 2019, a Prefeitura firmou convênio com a UFSCar para a elaboração do novo Plano de Mobilidade de Araraquara. Toda a pesquisa e análise estão sendo feitas por professores e alunos do Departamento de Engenharia Civil da universidade, além de outros profissionais da área, mestrandos e doutorandos da instituição.

Quem tiver dúvidas ou comentários sobre a pesquisa Origem-Destino pode entrar em contato com a equipe da UFSCar pelo WhatsApp (16) 99788-2792.

 

Banner_Vale_Transporte

Banner_NovoCard

Banner_Cat

Banner_HoraBus

Banner_Prefeitura

Banner_SeuOnibus