20 Novembro, Segunda, 2017
A- A A+

Campanha sobre vagas especiais adesivou 500 veículos e levou reflexão aos motoristas

A campanha de conscientização sobre as vagas especiais de estacionamento para idosos e pessoas com deficiência, realizada pela Prefeitura durante toda a semana passada, teve muita aceitação da população.

A avaliação é da produtora das apresentações do grupo “Anjos do Trânsito”, Cláudia Galvão. Entre segunda-feira passada (23) e domingo (29), sete atores, durante três horas por dia, fizeram intervenções nos semáforos, nas calçadas e conversaram e interagiram com motoristas e a população em geral.

“Foram 500 carros adesivados, com os motoristas aceitando e aderindo à campanha. Foi muito legal. Ao todo, foram cerca de 700 veículos abordados. A estimativa de alcance é de duas mil pessoas, contando com quem estava vendo a gente na rua. A aceitação foi muito legal”, explica.

“Tivemos uma vivência das dificuldades que o cadeirante tem para se locomover no quarteirão com calçada irregular, com árvores, pessoas passando. As pessoas se juntavam nas ruas para ver a gente. Ninguém foi contra. Alguns não quiseram adesivar os carros, mas a aceitação foi sensacional”, diz Cláudia.

A forma artística na qual as orientações foram apresentadas foi um diferencial. “A população acredita que conscientizar para o respeito às vagas de deficientes e idosos é o melhor caminho. Através do teatro, a gente sensibilizou de uma forma bem bacana. As pessoas abrem os olhos e o coração quando a gente vem com a arte para dizer uma coisa tão séria”, conclui.

A campanha, realizada pela Secretaria de Comunicação, pela Coordenadoria de Mobilidade Urbana e Assessoria Especial de Políticas para Pessoas com Deficiência, integrou também uma série de ações em mídia.

A iniciativa foi ao encontro de uma solicitação da vereadora Juliana Damus (PP) que, recentemente, tratou do assunto com a Coordenadoria de Mobilidade, a Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, responsável pelos agentes de trânsito, e representantes da Estapar, que administra a Área Azul.

Infração gravíssima

Como informado na campanha, o Código de Trânsito Brasileiro foi atualizado no final do ano passado e passou a considerar o uso de vagas especiais sem credencial como uma infração gravíssima, com multa de R$ 293,47, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e remoção do veículo.

Para ter o cartão do idoso e estacionar nas vagas especiais, é necessário ter 60 anos completos e levar comprovante de endereço e CPF. Já a pessoa com deficiência deve preencher requerimento, anexar atestado médico que comprove a deficiência, cópia do documento de identidade com foto, RG ou CNH e a cópia do comprovante de residência atual. O prazo para análise é de cerca de 30 dias.

Esses cartões são solicitados no prédio da antiga CTA, na Coordenadoria Executiva de Mobilidade Urbana, localizada na Avenida Bento de Abreu, nº 1172, na Fonte. O horário de atendimento é das 8h às 12h. Os telefones para contato são o (16) 3335-8136 e o (16) 3335-8025.

 

Banner_Vale_Transporte

Banner_NovoCard

Banner_Cat

Banner_HoraBus

Banner_Prefeitura